quarta-feira, 16 de agosto de 2017

#TristeBrasil


Sei que muitos "democratas", "intelectuais" e "ativistas de rede social" irão torcer o nariz, escandalizados, cheios de horror a tamanha heresia, na maioria deles teóricos, com essa maldita retórica do politicamente correto, mas não vejo nenhuma outra saída para o Brasil, neste momento.
O país está esfacelado, falido, a um passo da insolvência, com um governo que não governa, eleito pela vontade popular com mais de 54 milhões de votos (chefe e sub chefe) para a chapa, que deu no que deu.
De outro lado, o congresso cobra a conta por ter mantido aquele senhor no poder, com as armaduras jurídicas que o cargo lhe proporciona e corre pra votar o descarado distritão e o pacotão do financiamento público de campanha, que de nada servem ao cidadão, menos ainda às instituições e arrebentam mais e mais os cofres públicos, repito públicos. Então um dos muitos cínicos do parlamento, aparece dizendo, que o congresso não tem condições no momento, de votar a reforma da previdência, nem o pacote fiscal, porque o governo ainda não retribuiu o favor por ficar no Planalto.
Senhores políticos em geral, por favor vão um pouco à merda. Só pra lembrar, vocês são pagos por nós, gastam e alguns até roubam o nosso dinheiro, pra posarem de arrogantes na televisão é que não!
Vocês estão loucos?
Durante a ditadura fui preso cinco vezes, mas ainda assim nunca reivindiquei pensão, indenização, ou qualquer coisa a título de reparação, ou o que quer que seja.
Fiz questão de mencionar minhas prisões para deixar claro, que não sou um teórico de dedos rápidos e discurso de efeito em redes sociais, mas tenho sim um passado, que me dá todo o direito de dizer o que direi a seguir.
O Brasil só tem uma chance para sair da situação atual, que é com a intervenção imediata no governo e no congresso, com o  judiciário pronto para mostrar, que realmente se preocupa com o pais e dar respaldo jurídico à ação.
Não estou pregando golpe, mas uma intervenção urgente, para salvar o que resta do Brasil, pois não vejo mais outra saída para o país.
#TristeBrasil


Anjo 45


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Cachorro desdentado


Temos medo da mordida de cachorro desdentado, daí passamos a maior parte do tempo, viajando na Hellmann's, ou na da preferência de cada um.


Anjo 45


Tutela do subjetivo


Que saco essa coisa do politicamente correto. Já não bastam as ameaças do mundo real, ainda vivemos sob o domínio do medo da subjetividade.


Anjo 45


domingo, 30 de abril de 2017

Descanse em paz, Belchior!



Nossa, estou muito triste mesmo!
Belchior era muito culto, mas também (e talvez por isso) angustiado ao extremo.
Tive o privilégio de dividir algumas canjas com ele, nos tempos do Piu Piu, 3º Whisky e Diálogo Bar, lá pros idos de 1980 e 81.
Eu estava recém casado, tocava à noite e dava aula de violão durante o dia, para segurar a onda da família recém constituída.
Em 1983, comecei o caminho de volta para a aviação, mas nunca mais me libertei de minha grande amante, a música e Belchior fez parte dessa minha história, não só pelos encontros (quando eu já era seu fã), mas por ter composto parte da trilha sonora da minha vida.
A música que postei - "Divina Comédia Humana" (1978) - é a trilha sonora do meu romance com a mãe da minha filha, que deu bom fruto (o melhor) em 1979, a nossa filha.
Mas desde "Como Nossos Pais" (1976), do LP Alucinação, Belchior já havia mexido com a cabeça de todos nós.
Era um tempo mágico, de músicas lindíssimas, de perfeita construção harmônica, poesia forte, direta e muitas vezes erudita.
Belchior não foi o que mais se destacou na mídia, entre todos os da época, mas certamente era o mais culto e inquieto emocionalmente.
Descanse em paz, querido Belchior!
"Não há mais nada pra se fazer, senão chorar sob o cobertor"
 (Tunai/ Sérgio Natureza)


Anjo 45


domingo, 5 de março de 2017

Mão única


Precisamos nos envolver, precisamos sair da formalidade imediatamente, agora, já. Nas relações humanas, o único caminho é o da informalidade, o do coração aberto. Fora disso, não há esperança para nós


Anjo 45